Medidas de isolamento social reduzem o número de casos e mortes por COVID-19

Uma revisão de 29 estudos mostra que a quarentena e medidas de isolamento social reduzem o número de mortes por coronavírus. Uma pesquisa objetivou avaliar os efeitos da quarentena, de maneira isolada ou combinada com outras medidas. Os estudos incluídos avaliaram indivíduos que tiveram contato com casos confirmados de COVID‐19, ou que vieram de países em surto declarado, ou que vivem em regiões com alta transmissão da doença.
Os pesquisadores estimam que a quarentena de pessoas expostas a casos confirmados ou suspeitos evitou 44% a 81% dos casos incidentes, e evitou 31% a 63% das mortes, comparado a nenhuma medida baseada em diferentes cenários.
Ainda quando os modelos combinaram quarentena com outras medidas de prevenção e controle, incluindo o fechamento de escolas, restrições de viagens e distanciamento social, os modelos demonstraram um efeito maior na redução de novos casos, transmissões e mortes do que medidas individuais isoladamente. Assim, os resultados evidenciam que a quarentena é uma medida importante para reduzir a incidência e a mortalidade durante a pandemia da COVID‐19, sendo que a implementação precoce e a combinação com outras medidas de saúde é essencial para garantir sua efetividade.

Fonte: Nussbaumer-Streit B, Mayr V, Dobrescu AI, Chapman A, Persad E, Klerings I, Wagner G, Siebert U, Christof C, Zachariah C, Gartlehner G. Quarantine alone or in combination with other public health measures to control COVID-19: a rapid review. Cochrane Database of Systematic Reviews. 2020. DOI: 10.1002/14651858.CD013574.

Enviado por: Gabriel da Silva Puhl, acadêmico do Curso de Enfermagem-UFSM, bolsista de iniciação científica PIBIC/CNPq.
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/8909396531134153

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × quatro =