Tecnologia como aliada no combate ao Coronavírus

Na busca por estratégias para o controle do SARS-CoV-2, países  como Austrália, Egito e Alemanha estão elaborando aplicativos para celulares. Em muitos locais, os governantes veem os aplicativos como aliados para liberação de bloqueios.
Estes aplicativos em geral, têm como função básica emitir sinais de alerta, entre pessoas que possuem cadastros no mesmo. Quando dois usuários estão próximos, com o mesmo aplicativo ativado, ocorre uma troca de informações, registrando assim com quem esta pessoa teve contato, por exemplo: quando o usuário está próximo a outro, e este está infectado, são emitidos sinais de alerta, ou quando se detecta um caso positivo para COVID-19 pode-se saber com quem está pessoa teve contato anteriormente. Para utilizar este aplicativo, os usuários devem fazer um cadastro, informando dados pessoais e de estado de saúde. Como as informações são de responsabilidade dos usuários, se forem falsas, poderão emitir sinais de alerta incorretos.
Em estados brasileiros como Rio Grande do Sul e São Paulo, os governos estaduais, não estão trabalhando diretamente com aplicativo mas utilizam os dados da localização das antenas de celulares, cuja a triangulação permite saber a localização num raio de 200 metros. Desta forma, é gerando um mapa de calor da movimentação de pessoas, indicando o índice de isolamento por cidade e também a média do estado.
De qualquer modo o uso da tecnologia é uma chave no combate a pandemia, entretanto é necessário lembrar que  é fundamental que haja um sistema de controle de informações, para a segurança de todos os usuários. Bem como, não se deve neste momento se quer imaginar substituir equipes de saúde que trabalham para o rastreamento dos contatos pelos referidos aplicativos. Ou utilizá-los em substituição aos testes para a COVID-19. Por hora, a recomendação mais eficaz ainda é fique em casa se puder.

Fonte: Editorial publicado na Revista Nature, em 29 de abril de 2020. Disponível em: https://media.nature.com/original/magazine-assets/d41586-020-01264-1/d41586-020-01264-1.pdf

Enviado por: Bruna Chitolina, graduanda em Farmácia e aluna de Iniciação Científica do Laboratório Biogenômica-UFSM, Bolsista de FAPERGs.
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/8517428872464576

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × três =