Estudo italiano revela que idosos isolados têm mais risco que os ligados à família na pandemia

Estudo italiano publicado na Revista PLOS One, em maio de 2020, mostra que o impacto da Covid-19 causado na população de idosos italianos parece ter maior relação com o isolamento social. A associação entre morbidade e idade já era conhecida, mas a pesquisa comandada pelo médico Giuseppe Liotta, professor associado de higiene e saúde pública da Universidade de Roma, queria confirmar o papel do contato intergeracional na disseminação do vírus entre os mais velhos. Para testar a hipótese, foram analisadas diversas variáveis, como o percentual de pacientes acima dos 80 anos entre os infectados, o número de leitos disponíveis em casas de repouso, a taxa de incidência de Covid-19 e o tempo de expansão da contaminação, chamado de maturidade da epidemia. Incluíram ainda na análise o tamanho médio das famílias e a porcentagem de pessoas vivendo sós.

A Pesquisa encontrou um paradoxo: a pandemia foi mais grave em regiões italianas com maior fragmentação familiar e maior disponibilidade de leitos nas chamadas instituições de longa permanência, ou casas de repouso.

A interpretação dos relatórios diários do Ministério da Saúde da Itália, com base nos dados domiciliares e populacionais de cada região administrativa italiana, entre 28 de fevereiro e 31 de março, provou que há uma correlação negativa entre o tamanho médio das famílias e a porcentagem de residentes com mais de 80 anos infectados pelo novo coronavírus.

Quando compararam a proporção de infecções por Covid-19 em idosos com a porcentagem de domicílios com um só membro e taxa de leitos para idosos, a situação se inverteu. Isso quer dizer que pelo estudo italiano, o isolamento social dos velhos é um fator de risco maior para os idosos do que o contato intergeracional. De acordo com os pesquisadores, as relações sociais podem servir como um fator protetor contra o aumento das taxas de mortalidade da Covid-19. Leia o estudo na íntegra acessando o link: https://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0233329

Fonte: Is social connectedness a risk factor for the spreading of COVID-19 among older adults? The Italian paradox
Giuseppe Liotta, Maria Cristina Marazzi, Stefano Orlando, Leonardo Palombi
Published: May 21, 2020

Enviado por: Jornalista Paula Oliveira de Sá Reg. Prof. MTB/RS 8575

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 20 =