Primeiro spray nasal para tratamento da depressão é liberado no Brasil

A depressão é uma doença que afeta milhões de pessoas em todo o mundo, seu tratamento envolve terapias medicamentosas e não medicamentosas, no que se refere a medicamentos de uso oral, até então os existentes necessitam em média uma semana a partir do início do uso do medicamento para que os efeitos desejado pudessem ser notados.  Por outro lado, estudos demonstram que medicamentos sublinguais (colocados embaixo da língua) ou intranasais, como por exemplo sprays, tendem a atingir o Sistema Nervoso Central mais rapidamente, e parecem ser uma boa opção para pacientes em crise, por exemplo.

Diante disso, estão em desenvolvimento estudos que buscam medicamentos capazes de atuar por essas vias mais rápidas, no entanto essas pesquisas demandam tempo, dinheiro e apresentam algumas dificuldades.  Mas felizmente, no dia 03 de novembro  de 2020 a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) aprovou o uso do primeiro antidepressivo nasal (que já era usado pelo Estados Unidos, Canadá e países Europeus) no Brasil, o medicamento de nome comercial Spravato, que tem como princípio ativo a Escetamina, se apresenta para uso na forma de spray nasal, só foi autorizado para o uso por pacientes com depressão resistente (aquela que não responde a outros tratamentos) e que tenham intenções suicidas e deve ser administrado somente em hospitais e em conjunto com algum outro medicamento de uso oral.

Quais as evidências científicas a respeito do medicamento?

A indústria farmacêutica Jassen, já fez cinco estudos clínicos com mais de 1.700 pacientes portadores de depressão resistente, viu-se nesses estudos a curto prazo que os pacientes que recebem o spray em conjunto com outro medicamento de uso oral, tem melhora mais significativa que os demais grupos, e o efeito é praticamente imediato em média 4 horas após administração. Já nos estudos a longo prazo em indivíduos com a depressão já controlada através do uso do spray de escetalamina juntamente com um medicamento de uso oral, ou seja, ambos usados em conjunto, e que após o controle da depressão os pacientes passaram a fazer o uso a cada 15 dias do spray de escetamina, esse grupo apresentou 51% menos chances de recaídas que os outros indivíduos. Em relação ao comportamento suicida houve uma redução dos sintomas depressivos, mas não dos pensamentos suicidas. Por isso, o uso do Spravato ainda deve ser monitorado e usado como um coadjuvante, ou seja, em conjunto com outro medicamento.

Além de esse medicamento ser inovação no que se refere a via de administração, por ser um spray para uso em doenças neuropsiquiátricas, seu mecanismo de ação também o diferencia dos demais medicamentos utilizados para esse fim, uma vez que os outros medicamentos atuam regulando os níveis dos neurotransmissores (sinalizadores do SNC) do “bem estar”, a Escetamina atua nos níveis de glutamato (molécula que melhora as conexões entre os neurônios), sendo considerada uma terapia inovadora para a depressão.

Devido aos seus efeitos rápidos, teme-se que possa ser usado indevidamente por isso por enquanto somente hospitais e clínicas certificadas poderão fazer sua aplicação. É extremamente importante abordar que, esse medicamento representa um grande avanço da ciência em relação ao manejo da depressão, mas que por ainda ser um medicamento novo e em potencial, seu uso deve ser feito em casos específicos com acompanhamento e de forma conjunta.

Fontes:

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Anvisa autoriza antidepressivo inalável desenvolvido no Brasil.
Disponível em: https://www.gov.br/casacivil/pt-br/assuntos/noticias/2020/novembro/anvisa-autoriza-antidepressivo-inalavel-desenvolvido-no-brasil

Daly, L. J. e colaboradores. Publicado na Revista JAMA Psychiatry em 01 de setembro de 2019.
Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/31166571/

Enviado por: Danieli Monteiro Pillar, Aluna do curso de Farmácia-UFSM, Aluna de Iniciação Científica no Laboratório de Biogenômica e Bolsista FAPERGS.
Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/2981912754714259

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × três =